Adolescente mata madrasta esfaqueada e pai a machadadas

18/03/2022 | Polícia

Casal foi morto em Betim. ovem de 15 anos alegou sofrer tortura psicológica – Foto Reprodução/redes sociais

 

 

Um adolescente de 15 anos assassinou o pai, com golpes de machado, e a madrasta, a facadas, no bairro Marimbá, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na noite de quinta-feira (17). Em seguida, ele mesmo acionou e se entregou à Polícia Militar (PM). O jovem alegou sofrer tortura psicológica do pai e disse que tentou poupar a vida da madrasta, mas não conseguiu.

 

Na mochila do menor infrator a PM encontrou cordas, faca de cozinha, facão e um machado. Segundo o tenente Renato Alves, que atuou na ocorrência, o autor do crime morava com a mãe e os irmãos e estava visitando o pai, de 63 anos.

 

Ainda conforme o tenente Renato Alves, que atuou na ocorrência, o menor responderá por ato infracional análogo a homicídio. Ele será encaminhado para uma casa de recuperação para menores infratores.

 

“Ele poderá ficar preso por até três anos. Mas as investigações serão realizadas para verificar se existe ou não algum traço de psicopatia. Tudo agora vai ficar a cargo da justiça. O menor não possuía nenhum registro na polícia”, salientou o tenente.

 

Plano

 

A morte das vítimas foi premeditada. Durante a tarde, enquanto o pai trabalhava, ele tentou dopar a madrasta, de 51 anos, para que ela não presenciasse o assassinato. No entanto, o jovem disse aos militares que ela percebeu que sua bebida estava com gosto amargo e jogou o líquido fora.

 

Em seguida, o adolescente diz ter tentado, ainda, dar um mata-leão na vítima, mas, como ela continuou consciente, a saída foi atacá-la com golpes de faca de cozinha.

 

Após tirar a vida da madrasta, o jovem relatou ter jantado e esperado o pai chegar do serviço. Mais tarde, quando o idoso entrou na casa, o filho estava o esperando com um machado, utilizado no crime. Na sequência, ele tomou um banho para tirar o sangue das roupas, colocou as armas em uma mochila e ligou para a PM, relatando a situação.

 

“Ele contou tudo sem raiva, sem arrependimento, de forma serena e tranquila. Disse que o pai não fazia suas vontades e que, infelizmente, teve que matar a madrasta também”, afirma o tenente.

 

A polícia não informou há quanto tempo o menino estava na casa dos familiares e nem identificou qual substância foi usada para dopar a madrasta.

 

Relação conturbada

 

A mãe do garoto, que tem medida protetiva contra o pai dele, por conta de agressões, afirmou aos policiais que os dois tinham uma relação conturbada. Segundo ela, o jovem tinha um vínculo muito forte com o pai, mas o homem não correspondia a esse sentimento.

 

Polícia Civil

 

De acordo com a Polícia Civil, a ocorrência encontra-se em andamento.

 

“Sobre o homicídio ocorrido nesta madrugada (18), no bairro Marimbá, em Betim, a Polícia Civil de Minas Gerais, tão logo acionada, deslocou equipe da perícia ao local para identificar e coletar vestígios. O adolescente, de 15 anos, foi conduzido à Central Estadual de Plantão Digital, onde será ouvido pela autoridade policial.

 

A ocorrência encontra-se em andamento e somente após a conclusão dos procedimentos de polícia judiciária que será possível informar sobre a apreensão/investigação”, pontuou a nota.

 

Por O Tempo 

 

 

 

 

Veja também