Artesãs de Congonhas lançam catálogo da coleção Tesouros de Minas

6/04/2015 | Giro Cultural

artesaos congonhas catalogo

 

 

 

Promover o resgate cultural e estimular a geração de renda. Esses são os objetivos do grupo de artesãs Pata da Loba do município de Congonhas, região Central de Minas Gerais. Desde de 2013 o grupo desenvolve o projeto “Artesãs e agricultoras bordando arte e gerando renda”. Entre os resultados do trabalho estão a confecção de uma coleção e elaboração de um catálogo com as peças do grupo.

O desenvolvimento do projeto está sendo possível por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Congonhas e Emater-MG. A ideia é financiada pela Caixa Econômica Federal. A inciativa proporcionou a participação das artesãs em oficinas com profissionais renomados e extensionistas da Emater-MG. Nas capacitações, as bordadeiras aprenderam diversas técnicas em pontos livres, como arabescos, tramas e os detalhes das bainhas abertas (de origem portuguesa).

Segundo a coordenadora Técnica estadual da Emater-MG, Cléa Guimarães, o trabalho tem como objetivo “promover o resgate cultural e a identidade da tradição regional, com a melhoria da qualidade e diversidade dos produtos”. A iniciativa visa também a comercialização dos produtos do grupo, aumento da renda e melhoria da qualidade de vida das artesãs e suas famílias.

Como resultado desse trabalho, as bordadeiras da Pata da Loba desenvolveram a coleção Tesouros de Minas, que traz diversas peças, como colchas, capas de almofadas, toalhas de mesa, guardanapos e fruteiras. As peças foram trabalhadas em tecidos de primeira linha. Uma das matérias-primas utilizadas pelas artesãs é a conta-de-lágrimas, uma planta encontrada na própria região da qual usa-se os frutos secos para fazer terços e outros ornamentos religiosos.

A partir daí, as artesãs em conjunto com a equipe técnica da Emater-MG tiveram a ideia de criar um catálogo. O material apresenta todas a peças produzidas pelas bordadeiras. Além disso traz informações sobre a história do grupo. De acordo com Cléa Guimarães, “o catálogo é um exemplo de empreendedorismo e ajudará a fortalecer o grupo, abrindo oportunidades de negócios e mercados”.

O trabalho do grupo Pata da Loba também tem sido importante para melhorar a renda familiar das artesãs. Uma das expectativas com o lançamento do catálogo é aumentar a divulgação do trabalho do grupo e, com isso, melhorar as vendas.

Veja também