Audiência púbica vai discutir Tarifa Zero para o transporte coletivo

6/10/2023 | Itaúna

A Câmara realizará a audiência pública a pedido do Vereador Leo Alves da Rádio – Foto Divulgação Câmara

 

 

Uma audiência pública marcada para a próxima segunda-feira 9/10, pretende discutir a possibilidade de Itaúna adotar a Tarifa Zero, no transporte coletivo, atualmente prestado pela empresa ViaSul.

 

O debate público atende um pedido do Vereador Leo Alves e terá a participação do Deputado Estadual Delegado Christiano Xavier, Presidente da frente parlamentar Tarifa zero na ALMG, Assembleia Legislativa do estado de Minas Gerais.

 

A audiência está marcada para às 18h.

 

O que diz o vereador

 

Em contato com o vereador Léo Alves, autor do pedido, ele explicou que não esta fazendo politicagem, e sim propondo discutir sobre o assunto e comparar a realidade de Itaúna com outros municípios.

 

“Hoje eu apoio o Deputado Estadual Delegado Christiano Xavier, ele é presidente a frente parlamentar Tarifa zero na ALMG. Como as discussões do transporte público tem sido uma pauta de várias cidades no Brasil, inclusive Itaúna e até algumas capitais como Belo Horizonte, São Paulo. Ele nos propôs fazer uma audiência pública na cidade de Itaúna, para que possa começar as discussões sobre esse assunto que acredito que vai ser pauta de todas cidades nos próximos anos.Ele tem uma experiência muito grande porque ele foi prefeito por dois mandatos na cidade de Santa Luzia e ajudou a implantar na cidade. Claro que cada cidade tem sua realidade e para implantar não é o vereador que vai conseguir, tem que partir do executivo”, explica

 

“Quero deixar bem claro que não estou fazendo politicagem, o que estamos propondo é que possamos discutir sobre o assunto para ver a realidade de alguns municípios e comparar com a realidade de Itaúna. A discussão o vereador pode propor, e é o que estamos fazendo, pra saber qual caminho e como fazer”.

 

Explicando sobre o projeto, o vereador lembra que “tarifa zero alguém tem que pagar, não existe almoço grátis, pra que tenha tarifa zero por alguns dias, ou na sua totalidade alguém tem que pagar , o que tem acontecido nas cidades é que o poder público tem feito subsídio assumido a despesa pra trazer o benefício possa chegar na população. A audiência pública é para discutirmos e que no futuro próximo Itaúna possa pensar igual as cidades que tem trago esse benefício para os moradores”.

 

“Mais Itaúna além da passagem ser muito cara o serviço prestado pela empresa e muito ruim, então precisa ver a melhor forma pra poder trazer esse benefício para população no completo, melhorando o transporte pra população e afetando menos o bolso do cidadão e das empresários que gera empregos e que paga ônibus pros seus funcionários”, comenta sobre o serviço prestado .

 

Tarifa Zero

 

Ao menos 67 cidades brasileiras já adotam a tarifa zero em todo o seu sistema de transporte, durante todos os dias da semana, conforme levantamento da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos), atualizado em março de 2023.

 

São cidades pequenas e médias, com populações que variam de 3 mil a mais de 300 mil habitantes.

 

Outros sete municípios adotam a política de forma parcial: em dias específicos da semana, em parte do sistema ou apenas para um grupo limitado de usuários, segundo os dados da NTU.

 

Cidades próximas que adotaram tarifa zero

 

Outros municípios da região como, Itatiaiuçu, São Joaquim de Bicas e Cláudio adotaram esta modalidade de transporte.

 

Em Itatiaiuçu por exemplo, que fica bem próximo de Itaúna, tem a Tarifa Zero desde 2015, com custo de R$5 por usuário, considerando uma média de 32 mil passageiros transportados por mês.

 

O serviço conta com oito linhas e uma frota de dez ônibus, que realizam uma média de 1.460 viagens ao mês, percorrendo bairros da área urbana e distritos da Zona Rural, como Pedras, Alfredo Campos, Povoado de Chaves, Ponta da Serra, Santa Terezinha, Vieiras e Pinheiros, em horários pela manhã, almoço e tarde, segundo a Prefeitura de Itatiaiuçu.

 

 

 

 

Veja também