Bombeiros e PM resgatam ilhados do Rio Pará; Perdigão registra duas mortes

11/01/2022 | Centro-Oeste

 

 

os agentes resgataram pequenos grupos até que todos estivessem salvos – Foto Rádio Espacial

 

 

No início da tarde dessa segunda-feira (10), militares do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar fizeram o resgate das 27 pessoas que estavam ilhadas em uma comunidade terapêutica de São João de Cima, distrito de Onça de Pitangui.

 

De helicóptero, os agentes resgataram pequenos grupos até que todos estivessem salvos. Eles foram levados para um ponto de apoio no distrito de Casquilho, zona rural de Conceição do Pará.

 

Conceição do Pará 

 

A cidade de Conceição do Pará está sem água potável e, apesar da queda no volume de água, a situação segue em estado de alerta nesta terça-feira (11) por causa do transbordamento do Rio Pará e do alerta de rompimento da Barragem do Carioca.

 

Ainda segundo a Defesa Civil ainda há moradores ilhados sendo resgatados das casas. O volume de água no Rio Pará – onde deságua o Rio São João que forma a barragem – abaixou 20 centímetros, mas continua acima do nível ideal.

 

A Barragem do Carioca, que teve constatados o transbordamento da represa, uma erosão na lateral e uma fratura no duto principal, segue sendo monitoradas. Caso ela se rompa afetará Conceição do Pará e pelo menos outros três distritos localizados entre Conceição do Pará, Pará de Minas e Pitangui.

 

Ilhados e desabrigados

 

Na manhã desta terça, equipes do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar (PM) continuaram o trabalho de resgate das pessoas ilhadas. No entanto, pelo menos 200 famílias continuam na região.

 

De acordo com a Defesa Civil, são moradores de comunidades rurais que estão debaixo d’ água porque ficam localizadas próximos aos Rios São João e Pará que começaram a transbordar no último domingo (9).

 

Em áudio compartilhado na noite de segunda (10) pela assessoria de comunicação da Prefeitura de Pará de Minas, o prefeito Elias Diniz (PSD) disse que 130 pessoas estão abrigadas em casas de família e abrigos; 30 da área do distrito de Carioca e 100 de Onça de Pitangui e Conceição do Pará.

 

Elias explicou que duas famílias que estavam ilhadas desde domingo foram retiradas nesta segunda e encaminhadas para casas de parentes. Ainda no distrito de Carioca, uma casa desabou, mas ninguém ficou ferido e os moradores foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros.

 

Barragem do Carioca

Usina do Carioca na tarde de 10 de janeiro de 2022 – Foto Prefeitura de Pará de Minas/Divulgação

 

Um Posto Avançado foi criado pela Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Policias Civil e Militar em Conceição do Pará para o monitoramento da Barragem do Carioca a cada 30 minutos. O local pertence à empresa de Tecelagem Santanense, construída para geração de energia do empreendimento.

 

Em nota, a empresa ressaltou que não houve rompimento da barragem e que o volume de água aumentou naturalmente devido as chuvas no Estado. Apesar disso, a empresa informou que segue monitorando o local e tem um Plano de Ações Emergências.

 

Duas mortes em Perdigão 

 

Como vítimas fatais, em Perdigão, um carro foi arrastado com duas mulheres dentro. Nenhuma delas sobreviveu, como informa Major Amanda.

 

Os corpos das duas mulheres que estavam dentro de um carro arrastado pela enxurrada, na noite do último sábado (8), na comunidade de Canjicas, em Perdigão, foram localizados na noite de segunda-feira (10).

 

Marido de uma das vítimas não conseguiu tirar a esposa e a mãe dele de dentro do carro – Foto Rádio Espacial

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o veículo foi encontrado a 15m de onde ele foi arrastado. O resgate foi realizado depois que o nível da água abaixou, segundo os militares.

 

Dentro do veículo havia também um homem, que não teve a idade divulgada, e é marido de uma das vítimas. No momento em que o veículo foi arrastado pela enxurrada, ele conseguiu sair, mas não conseguiu tirar a esposa e a mãe dele de dentro.

 

O Corpo de Bombeiros informou ainda que esteve no local durante todo o domingo (9) fazendo buscas, mas devido a chuva e o nível elevado da água no local onde o carro foi arrastado, não foi possível localizar as vítimas e o veículo.

 

A operação de resgate durou toda a segunda-feira e pode continuar ao longo da semana se houver novas situações de emergência. Os órgãos de segurança estão monitorando a barragem do Carioca para qualquer eventualidade.

 

 

Por G1/ JC

 

Veja também