‘Cadê a Sheilla? Familiares e amigos fazem carreata e cobram respostas

15/09/2023 | Centro-Oeste

 

Concentração para segunda carreata em Divinópolis; participantes levaram faixas e cartazes – Foto Luciany Oliveira/Tv Integração

 

 

Familiares, amigos e colegas de trabalho de Sheilla Angelis de Almeida, que desapareceu em Divinópolis enquanto trabalhava no último sábado 09/9 realizaram a segunda carreata nesta sexta-feira 15/9, como forma de cobrar respostas sobre o caso.

 

A concentração ocorreu no início da noite na Rua Pernambuco. Participantes exibiram cartazes e faixas.

 

Uma das participantes da carreata nesta sexta-feira 15/9 – Foto Luciany Oliveira/Tv Integração

 

 

Inara Letícia, prima de Sheilla, foi uma das participantes da carreata.

 

“A gente queria uma resposta um pouco mais rápida, uma posição pelo menos. Também queremos dar mais visibilidade ao caso. Quanto mais visibilidade tiver, mais pessoas podem ajudar e ficarão engajadas com o caso. […] Família, amigos e colegas de trabalho estão angustiados. A gente precisa de uma resposta”, ressaltou.

 

1ª carreata

 

Carreata reuniu parentes e amigos de motorista de aplicativo desaparecida desde o dia 09/9- Foto Cléber Corrêa/Tv Integração

 

 

Na tarde desta sexta-feira, motoristas de aplicativo e amigos de Sheilla fizeram uma carreata, que passou por vias na região central da cidade. Vidros dos carros foram pintados com a pergunta: “Cadê a Sheilla?”. Já são seis dias sem informações sobre o paradeiro da motorista de aplicativo.

 

“Queremos respostas sobre o desaparecimento da nossa amiga”, disse o motorista de aplicativo Fabrício Souza de Oliveira, um dos organizadores do ato.

 

A Polícia Civil informou nesta sexta-feira, através da assessoria, que as investigações continuam em andamento para a completa apuração dos fatos.

 

Busca por informações

 

– Foto Facebook / Reproducao

 

 

Na quarta-feira 13/9, em conversa com Marina Almeida, prima de Sheilla. Ela falou da angústia que ela e a família têm vivenciado nos últimos dias.

 

“Eu e a Sheilla somos como irmãs, fomos criadas juntas. A ansiedade por notícias cresce a cada dia que passa. Por outro lado, confio no trabalho da Polícia Civil. Tenho certeza que toda equipe está empenhada em fazer o melhor trabalho possível. Nos resta ter paciência e aguardar”, destacou.

 

A busca por informações sobre o paradeiro de Sheilla continua.

 

Investigação

 

O delegado Flávio Tadeu Destro disse na terça-feira 12/9, que a apuração do caso é prioridade e não descarta nenhuma linha de investigação. Destro também informou que testemunhas e familiares já foram ouvidos e pede a ajuda da população.

 

 

 

“A gente solicita que qualquer informação relevante que possa contribuir na localização e na identificação do paradeiro de Sheilla seja levada ao conhecimento da Polícia Civil, através do telefone 181, ou também através do 190, da Polícia Militar”.

 

Novas informações também podem ser levadas na Delegacia da Polícia Civil, que fica na Rua Goiás, nº 1983, na Vila Santo Antônio. O sigilo da fonte será garantido.

 

O que se sabe até o momento:

 

  • Sheilla sumiu por volta das 18h de sábado (9), após fazer uma corrida no Bairro Campina Verde, com um veículo Fiat/Argo branco.

 

  • O carro dela passou em Juiz de Fora.

 

  • Houve uma compra com o cartão de Sheilla em uma loja de conveniência em São João Del Rei, por volta das 00:30 de domingo (10), e outra compra em uma cidade no estado do Rio de Janeiro.

 

  • Os celulares dela foram encontrados em um matagal no Bairro Paraíso.

 

  • Segundo familiares de Sheilla, uma das últimas ligações recebidas pela motorista de aplicativo foi feita por um homem. O chamado não foi feito via aplicativo. O homem já tinha o número dela e teria pedido o telefone emprestado para uma pessoa que estava passando nas imediações da Praça do Santuário e feito o chamado da corrida.

 

 

Sheilla desaparecida: Polícia não descarta nenhuma linha investigativa

 

 

Motorista de aplicativo continua desparecida após aceitar corrida

 

 

*Com informações do G1 

 

 

 

Veja também