Centro-Oeste recebe mais de 66 mil doses; para Itaúna vem 4.200

19/09/2021 | Centro-Oeste, Itaúna, Saúde

Imunizantes da Pfizer fazem parte do novo lote distribuído pela SES-MG — Foto: Divulgação

 

 

O Governo de Minas começou mais uma distribuição de imunizantes contra a Covid-19 às Unidades Regionais de Saúde (URSs) na sexta-feira (17). A região Centro-Oeste receberá, ao todo, 66.137 doses de imunizantes que correspondem aos 48º e 49º lotes. Nesta distribuição há doses da Pfizer e AstraZeneca.

 

Os municípios do Centro-Oeste receberão as doses por meio meio das Regionais de Saúde de Divinópolis, Sete Lagoas e Passos.

 

As remessas contêm Pfizer (45.147 doses) e AstraZeneca (20.990). Para Itaúna, serão enviadas 2.502 doses da Pfizer e 1.790 da AstraZeneca.

 

Público-alvo

 

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), os 50º e 51º lotes serão para o atendimento das pessoas por faixa etária descendente.

 

Conforme também a pasta, a orientação é que os imunizantes da Pfizer sejam destinados para a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades (D1), aplicação da dose de reforço em pessoas de 60 anos ou mais, residentes em instituições de longa permanência, que tenham 6 meses de aplicação da D2 e idosos de 80 anos e mais de idade, que tenham 6 meses de aplicação da D2.

 

Já a vacina da AstraZeneca deverá ser aplicada como D2, sendo 39,5% para atender o total de: 11% de trabalhadores da indústria, o total estratégico de trabalhadores da saúde, estratégico de profissionais do transporte coletivo e 29,27% de pessoas de 55 a 59 anos.

 

Caso algum município tenha completado o esquema vacinal de todas as pessoas de um grupo prioritário, e tiver dose disponível, poderá avançar na imunização de outros grupos prioritários elencados pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde.

 

Doses por municípios

 

As 50º e 51º remessas contêm doses da Pfizer e CoronaVac.

 

Doses entregues por município – SRS de Divinópolis

MunicípiosPfizerAstraZeneca
Aguanil15630
Araújos276130
Arcos1.092765
Bambuí996310
Bom Despacho1.458630
Camacho9620
Campo Belo2.214490
Cana Verde24650
Candeias696150
Carmo da Mata456145
Carmo do Cajuru606285
Carmópolis de Minas636150
Cláudio822470
Conceição do Pará204145
Córrego Danta82235
Córrego Fundo20470
Cristais444330
Divinópolis6.4683.725
Dores do Indaiá738155
Estrela do Indaiá16225
Formiga2.3161.410
Igaratinga24095
Iguatama25880
Itaguara522165
Itapecerica1.032265
Itatiaiuçu258115
Itaúna2.5021.790
Japaraíba9065
Lagoa da Prata1.338625
Leandro Ferreira15025
Luz690205
Martinho Campos486180
Medeiros10225
Moema24660
Nova Serrana1.0982.395
Oliveira3.684545
Onça de Pitangui8420
Pains348165
Pará de Minas2.3761.420
Passa Tempo35470
Pedra do Indaiá13850
Perdigão270410
Piracema28285
Pitangui858185
Santana do Jacaré20435
Santo Antônio do Amparo510125
Santo Antônio do Monte834490
São Francisco de Paula24670
São Gonçalo do Pará402135
São José da Varginha17445
São Sebastião do Oeste198185
Serra da Saudade3010
Tapiraí7815
Total40.90519.750

Fonte: SES/MG

 

Doses enviadas para URS de Sete Lagoas

MunicípiosPfizerAstraZeneca
Abaeté852220
Cedro do Abaeté6015
Papagaios330100
Pequi19255
Pompéu870260
Quartel Geral12025
Total2.424675

Fonte: SES-MG

Doses entregues por município da URS de Passos

MunicípioPfizerAstraZeneca
Capitólio31875
Pimenta252110
Piumhi1.248380
Total1.818565

Fonte: SES-MG

 

Remessas

 

Até esta sexta-feira, Minas Gerais recebeu 49 lotes de vacinas contra a Covid-19 do Ministério da Saúde.

 

No entanto, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) esclareceu que algumas remessas foram enviadas juntas. Confira abaixo a situação:

1ª remessa: 577.480 doses da CoronaVac enviadas no dia 18 de janeiro;

2ª remessa: 190.500 doses de AstraZeneca enviadas no dia 24 de janeiro + 3ª remessa: 87.600 doses da CoronaVac enviadas no dia 25 de janeiro;

4ª remessa (contabilizada pelos municípios como 3ª remessa): 315.600 doses da CoronaVac enviadas no dia 7 de fevereiro;

5ª remessa (contabilizada pelos municípios como 4ª remessa): 357.400 doses da AstraZeneca e CoronaVac enviadas no dia 23 de fevereiro;

6ª remessa (contabilizada pelos municípios como 5ª remessa): 285.200 doses da CoronaVac enviadas no dia 3 de março;

7ª remessa (contabilizada pelos municípios como 6ª remessa): 303.600 mil doses da CoronaVac no dia 9 de março;

8ª remessa (contabilizada pelos municípios como 7ª remessa): 509.800 doses da CoronaVac no dia 17 de março;

9ª remessa (contabilizada pelos municípios como 8ª remessa): 86.750 doses da AstraZeneca e 455.800 da CoronaVac no dia 20 de março;

10ª remessa (contabilizada pelos municípios como 9º remessa): 116.600 AstraZeneca e 359.000 Coronavac no dia 26 de março;

11ª remessa (contabilizada pelos municípios como 10ª remessa): 73.250 doses de AstraZeneca e 943.400 doses de CoronaVac em 1º de abril;

12ª remessa (contabilizada pelos municípios como 11º remessa): 257.750 da AstraZeneca e 220.400 da Coronavac em 8 de abril;

13ª remessa (contabilizada pelos municípios como 12º remessa): 426.000 da AstraZeneca e 275.200 da Coronavac, em 16 de abril;

14ª remessa (contabilizada pelos municípios como 13° remessa): 316.750 doses da AstraZeneca e 73.800 da CoronaVac, em 23 de abril;

15ª remessa (contabilizada pelos municípios como 14º remessa): 578.000 da AstraZeneca e 11.800 da Coronavac, em 29 de abril;

16ª remessa (contabilizada pelos municípios como 15º remessa): 676.250 doses da AstraZeneca, em 3 de maio e 30.400 doses da CoronaVac, em 1º de maio

17ª remessa (não é contabilizada pelos municípios, já que a remessa ficou apenas em Belo Horizonte): 50.310 doses da Pfizer, em 3/5/2021

18ª remessa (contabilizada pelos municípios como 16ª remessa): 396.500 doses da AstraZeneca, em 6 de maio, 100.200 doses da Coronavac, em 8 de maio, e 112.320 doses da Pfizer, em 10 de maio;

19ª remessa – (contabilizada pelos municípios como 18ª remessa):422.750 doses da AstraZeneca e 207.800 doses da CoronaVac, em 13/5/2021, 101.600 doses da Coronavac, em 14/5/2021.

20ª remessa (contabilizada pelos municípios como 19ª remessa): foram recebidas 64.350 doses da Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca em 18/05/2021

21ª remessa (contabilizada pelos municípios como 20ª remessa): 561.750 doses da AstraZeneca e 60.840 doses da Pfizer, em 26/5/2021

22ª remessa (contabilizada pelos municípios como 21ª remessa): 588.500 doses da AstraZeneca e 62.010 doses da Pfizer, em 3/6/2021

23ª remessa (contabilizada pelos municípios como 22ª remessa) 237.510 doses da Pfizer, em 8/6/2021

24ª remessa (contabilizada pelos municípios como 23ª remessa) 362.750 doses da AstraZeneca, em 9/6/2021

25ª remessa (contabilizada pelos municípios como 24ª remessa): 235.170 doses da Pfizer e 273 mil doses da CoronaVac, em 18 de junho;

26ª remessa (contabilizada pelos municípios como 25ª remessa): 62.000 doses da AstraZeneca, em 21/6/2021

27ª remessa (contabilizada pelos municípios como 26ª remessa): 346.800 doses da CoronaVac, 281.970 doses da Pfizer, 149.550 doses da Janssen, em 24/6/2021

28ª remessa (contabilizada pelos municípios como 27ª remessa): 624.500 doses da AstraZeneca, em 30/6/2021 – 112.320 doses da Pfizer, em 1/7/2021

29ª remessa (contabilizada pelos municípios como 28ª remessa): 271.440 doses da Pfizer e 79.600 doses da CoronaVac, em 09/7/2021

30ª remessa (contabilizada pelos municípios como 29ª remessa): 379.750 doses da AstraZeneca, em 15/7/2021

31ª remessa (contabilizada pelos municípios como 30ª remessa): 171.400 doses da CoronaVac, em 19/7/2021, 550.050 doses da AstraZeneca e 120.510 doses da Pfizer, em 20/7/2021

32ª remessa (contabilizada pelos municípios como 31ª remessa): 330.600 doses da CoronaVac, 103.260 doses da AstraZeneca e 209.430 doses do imunizante da Pfizer, em 27/7/2021 e 234.750 doses da AstraZeneca, em 28/7/2021

33ª remessa (contabilizada pelos municípios como 32ª remessa): 351.000 doses da Pfizer e 290.200 doses da CoronaVac, em 30/7/2021.

34ª remessa (contabilizada pelos municípios como 33ª remessa):221.130 doses da Pfizer e 118.400 doses da CoronaVac, em 4/8/2021.

35ª remessa (contabilizada pelos municípios como 34ª remessa): 425.650 doses do imunizante AstraZeneca, 349.830 da Pfizer e 8.650 doses da Janssen 9/8/2021

36ª remessa (contabilizada pelos municípios como 35 ª remessa ) :141.200 doses da CoronaVac e 296.010 da Pfizer 10/8/2021

37ª remessa + 38ª remessa (contabilizada pelos municípios como 33ª remessa): 104.130 doses da Pfizer e 104.250 doses da Astrazeneca em 11 de agosto e 162.630 doses da Pfizer e 257.480 doses da CoronaVac em 13 de agosto;

39ª remessa + 40ª remessa (contabilizada pelos municípios como 34ª remessa): 192.600 doses da Coronavac e 322.920 doses da Pfizer e 301.250 doses da AstraZeneca e 131.040 da Pfizer;

41º remessa (contabilizada pelos municípios como 35ª remessa): 419.200 doses da CoronaVac e 405.990 doses Pfizer, em 20 de agosto.

42º remessa (contabilizada pelos municípios como 36ª remessa): 205.600 doses da CoronaVac, 214.110 doses da Pfizer e 367.250 doses da AstraZeneca em 23 de agosto.

43ª remessa (contabilizada pelos municípios como 37ª remessa): 411.200 doses da Coronavac e 303.030 Pfizer em 26 de agosto.

44ª + 45ª remessas (contabilizada pelos municípios como 38ª remessa): 101.790 doses do imunizante da Pfizer e 180.250 doses da AstraZeneca, referentes à 44ª remessa. Do 45º lote, são 96.230 doses da CoronaVac, 133.380 doses da Pfizer e 195.750 doses da AstraZeneca.

46ª + parte da 47ª remessas (contabilizada pelos municípios como 39ª remessa): 284.592 doses de vacinas Pfizer (46ª remessa), 429.800 doses da CoronaVac e 176.172 da Pfizer (partes estas da 47ª remessa)

48ª + parte da 49ª remessas (contabilizada pelos municípios como 40ª remessa): 627.945 imunizantes, sendo 276.053 doses da Pfizer, referentes à 48ª remessa, somados a 129.252 doses da Pfizer e 222.640 doses da CoronaVac, referentes ao 49º lote.

50ª + 51ª remessas (contabilizada pelos municípios como 50ª remessa): 453.990 doses da Pfizer e 260.250 da AstraZeneca.

Total: 24.428.207 doses.

 

Importância da vacina

 

Nenhuma vacina oferece proteção de 100% contra doenças, mas todas reduzem o risco de infecção, hospitalização e morte, principalmente depois da segunda dose.

 

É importante lembrar que vacinas funcionam, mas não são infalíveis. Ainda assim, apesar de a probabilidade de infecção após a vacina ser pequena, quanto mais a doença estiver circulando, maior é o risco de o imunizante falhar. Por isso a necessidade de vacinar o maior número de pessoas possíveis o quanto antes.

Por G1

Veja também