Covid: 47% das mortes em Itaúna, são de pessoas que não se vacinaram

26/08/2022 | Itaúna

 

Em Itaúna, 96  pessoas não tomaram a primeira dose  – Foto Arquivo Reprodução

 

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Itaúna divulgou, nesta sexta-feira 26/8, que 47% das mortes por complicações da Covid-19 são de pessoas que não tomaram nenhuma dos das vacinas contra a doença.

 

Das 310 mortes confirmadas até esta sexta, 146 ocorreram pela falta da vacina (quando o Ministério da Saúde ainda não havia liberado nenhuma imunização) ou também por recusa em receber o imunizante.

 

Os outros óbitos, 164, que representam 53%, não estavam com o esquema vacinal completo, sendo que 96 não tomaram a primeira dose; 58 a segunda (ou dose única); além de 10 sem as de reforços ou adicionais.

 

“A comunidade científica comprovou a eficácia das vacinas. E todos os imunizantes utilizados no Brasil foram rigorosamente testados e aprovados pelo MS. Importante ressaltar também que as doses para imunização continuam disponíveis, gratuitamente, em todas as unidades de saúde da cidade. E que todas as pessoas maiores de 3 anos estão aptas a recebê-las, conforme instrução federal. Portanto, continuamos a apostar na vacinação para que logo possamos vencer de fato esta pandemia que já se arrasta há tanto tempo”, enfatizou o secretário de Saúde, Fernando Meira de Faria.

 

De acordo com a Prefeitura, 60,8% das pessoas com 18 anos ou mais tomaram a dose de reforço e apenas 25,6% das pessoas com mais de 40 anos, tomaram a segunda dose de reforço.

 

Até esta sexta, Itaúna tem 23.031 casos confirmados da Covid-19 e nenhuma pessoa está internada em decorrência da doença.

 

 

Veja também