Duas pessoas são presas por retirar sangue de cães para a venda em Minas

23/02/2022 | Grande BH, Minas Gerais

Foram recuperados 30 cães e levados para uma faculdade para receber atendimento veterinário – Foto MPMG

 

 

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) deflagrou uma operação, nesta segunda-feira (21), para combater a exploração e venda de sangue de cães em clínicas veterinárias de Belo Horizonte e em Santa Luzia, na região metropolitana da capital.

 

Foram cumpridos dois mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão nas duas cidades. O MPMG apurou que 30 cães eram explorados para a produção de sangue e cinco estavam em situação de maus-tratos.

 

“As bolsas de sangue obtidas com a exploração dos cães são comercializadas a preços que podem superar R$ 1 mil. Há indícios de que o produto não atende padrões específicos de qualidade, com redução de seu valor terapêutico”.

 

Os animais apreendidos foram encaminhados a Faculdade Arnaldo, onde vão receber o atendimento médico necessário para a recuperação. Quem maltrata animais está sujeito a pena de 2 a 5 anos de prisão, multa e perda da guarda dos animais.

 

Por O Tempo

 

 

 

Veja também