NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 25 de junho de 2021

estado islamico libia

 

O Egito informou nesta segunda-feira (16) que bombardeou alvos do Estado Islâmico. A ação foi divulgada por fontes militares na TV estatal, de acordo com a agência de notícias Reuters. O ataque é uma resposta à divulgação de um vídeo por parte dos extremistas que supostamente mostra o grupo decapitando pelo menos 20 cristãos coptas egípcios sequestrados na Líbia.

Nas imagens, os egípcios, vestidos em macacões laranja, teriam sido decapitados depois de serem forçados a se ajoelharem no chão. O vídeo foi publicado no Twitter de um site que apoia o Estado Islâmico. A autenticidade das imagens ainda não foi verificada.

A gravação, intitulada “Uma mensagem assinada com sangue para a nação da cruz”, assinala que é dirigida aos “seguidores da hostil Igreja egípcia”, segundo a agência France Presse.

Segundo a imprensa egípcia, fotos que supostamente mostram os egípcios sequestrados foram publicadas pela 7ª edição da revista Dabiq, associada ao Estado Islâmico. Imagens da revista estavam circulando nas redes sociais nos últimos dias.