Estresse da pandemia faz os casos de Herpes Zóster aumentarem

25/11/2021 | Centro-Oeste

Diferente da varicela, a herpes-zóster não é transmitida por via respiratória – Reprodução Tua Saúde

 

 

As mudanças na rotina a que todos estavam acostumados antes da pandemia de covid-19, as alterações de humor e de hábitos alimentares vêm sendo verificadas por estudos como possíveis colaboradoras para o aumento de casos de doenças autoimunes e de saúde mental.

 

Um exemplo é a herpes-zóster, doença infecciosa causada pelo mesmo vírus da catapora, que pode voltar a surgir durante a idade adulta provocando bolhas vermelhas na pele.

 

Para entender as causas do aumento dessa doença durante a pandemia, a reportagem conversou com a médica dermatologista, Dra. Márcia Carneiro de Pará de Minas. Em entrevista, ela comenta quais doenças da pele estão surgindo com mais frequência como reflexo da pandemia da Covid-19.

 

A médica dermatologista ressalta a importância do diagnóstico e tratamento precoce.

 

Conhecida popularmente como cobreiro ou zona, a herpes-zóster é uma doença contagiosa para aquelas pessoas que nunca tiveram catapora ou que não foram vacinadas, já que são doenças causadas pelo mesmo vírus. Contudo, diferente da varicela, a herpes-zóster não é transmitida por via respiratória.

 

Uma das principais características do cobreiro é que a lesão não ultrapassa a metade do corpo, ou seja, a linha média que divide o corpo em duas partes: o lado direito e a lado esquerdo. Outra característica é que o vírus fica incubado no nervo e pode voltar a surgir a qualquer momento, principalmente quando há uma baixa na imunidade do sistema imunológico.

 

Por JC

 

 

 

 

 

Veja também