NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 25 de junho de 2021

 

Subestação de energia elétrica, em imagem de arquivo – Foto TV Globo/ Reprodução

 

 

Aqui no Centro-Oeste, parte da região central de Itaúna e Divinópolis foram afetadas com perda parcial de energia, “O desligamento ocorreu às 11h26 e o restabelecimento se iniciou a partir da determinação do ONS, às 11h30. Itaúna começou a receber o restabelecimento total por volta de 11h39 e se firmou as 11h53”, afirmou companhia em nota.

 

Em Minas Gerais, a Cemig disse que as maiores cidades afetadas com perda parcial de energia foram Uberlândia, Uberaba e Divinópolis.

 

Conforme a Cemig, as maiores cidades afetadas com perda parcial de cargas foram Uberlândia, Uberaba e Divinópolis. “O desligamento ocorreu às 11h26 e o restabelecimento se iniciou a partir da determinação do ONS, às 11h30. O restabelecimento total aconteceu às 11h53”, disse a companhia.

 

O Distrito Federal e algumas regiões do Nordeste e de Minas Gerais tiveram um “apagão”, no fornecimento de energia elétrica no final da manhã desta sexta-feira (28). Em Brasília, a Neoenergia, responsável pela distribuição, informou que a falta de luz foi parcial, durou menos de 20 minutos, das 11h26 às 11h50, e “afetou diversos estados do país”

 

Minas Gerais

 

Em Minas Gerais, a Cemig informou que parte do sistema elétrico foi afetado, no fim da manhã desta sexta-feira (28), pelo acionamento do Esquema Regional de Alívio de Carga (ERAC) do Sistema Interligado Nacional (SIN), sob a gestão do Operador Nacional do Sistema (ONS). Segundo a companhia, houve “perda de carga e consequente interrupção parcial de energia elétrica, de 4 a 27 minutos para algumas regiões do estado, a não ser as cidades de Rio Paranaíba e São Gotardo, que demoraram um pouco mais a ter o fornecimento normalizado”.

 

Conforme a Cemig, as maiores cidades afetadas com perda parcial de cargas foram Uberlândia, Uberaba e Divinópolis. “O desligamento ocorreu às 11h26 e o restabelecimento se iniciou a partir da determinação do ONS, às 11h30. O restabelecimento total aconteceu às 11h53”, disse a companhia.

 

Em Mato Grosso do Sul e em Sergipe também houve registro de corte de energia. Em Sergipe, segundo a Energisa, a suspensão durou entre 2 e 6 minutos e afetou 46 mil clientes.

 

Já Mato Grosso do Sul registrou oscilação de energia em todas as regiões do estado, diz a Energisa, concessionária que atende 74 dos 79 municípios do estado.

 

A empresa disse que aguarda informações mais detalhadas do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pela administração do Sistema Interligado Nacional (SIN).

 

O desligamento ocorreu às 11h26 e o restabelecimento se iniciou a partir da determinação do ONS, às 11h30. O restabelecimento total aconteceu às 11h53.

 

A reportagem entrou em contato com o Operador Nacional que não detalhou o motivo da interrupção no fornecimento de energia, nem o tempo que levou para o problema ser solucionado. Disse apenas que a interrupção “aconteceu em algumas localidades do Nordeste”.

 

“A interrupção na rede foi muito rápida e a luz já foi reestabelecida”, disse a assessoria do Operador Nacional do Sistema Elétrico

 

Duas ocorrências em um intervalo de 20 minutos, diz Aneel

 

Durante a tarde, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) disse que “encaminhou um ofício à Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE) pedindo explicações sobre a ocorrência em um bipolo do sistema de transmissão da usina de Belo Monte que levou a um corte de carga no Sistema Interligado Nacional de 3,4 mil MW, durante cerca de 20 minutos”.

 

Conforme a Aneel, foram duas ocorrências:

 

  • 11h06 – desligamento do Polo 1 do Elo CC 800 kV Xingu/Estreito, que segundo informações preliminares do ONS estava transmitindo 1.996 MW. Segundo a Aneel, o problema provocou sobrecarga nos outros polos do sistema de transmissão, associados à UHE Belo Monte, “sem maiores consequências para o Sistema Interligado”.

 

  • 11h26 – ainda com o Polo 1 desligado, ocorreu também o desligamento do Polo 2 do Elo CC 800 kV Xingu/Estreito, que segundo informações preliminares do ONS estava transmitindo 1.983 MW. Esta segunda ocorrência teria provocado sobrecarga no Elo CC Xingu/Terminal Rio que levou à necessidade do desligamento de 6 unidades geradoras da UHE Belo Monte, o que acabou levando ao corte de carga.

 

A Aneel deu um dia de prazo para que a concessionária apresente esclarecimentos sobre o problema e apresente as medidas que estão sendo adotadas.

 

O que diz a Neoenergia

 

“A Neoenergia Distribuição Brasília esclarece que a interrupção de energia registrada parcialmente no Distrito Federal, às 11h26 desta sexta-feira (28), afetou diversos estados do Brasil. As cargas no DF já foram restabelecidas, às 11h50, em todas as áreas afetadas. A distribuidora aguarda informações mais detalhadas do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável pela administração do Sistema Interligado Nacional (SIN).”

 

Com o G1 

 

Governo emite alerta hídrica para Minas e outros 4 estados