NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 25 de junho de 2021

 

 

 

 

tailandia ataques

 

 

 

 

Insurgentes, suspeitos separatistas muçulmanos, lançaram uma série de mais de 30 ataques no sul da Tailândia nesta segunda-feira (12), incluindo tiroteios, explosões e incêndios, segundo a polícia. Uma mulher foi morta e mais de 10 pessoas ficaram feridas.

O país é predominantemente budista, mas partes do sul, especialmente as províncias de Pattani, Yala e Narathiwat, são de maioria muçulmana e resistem há décadas ao domínio do governo central que ressurgiu de forma violenta em 2004.

Paradorn Pattanathabutr, um conselheiro de segurança do primeiro-ministro, disse que o salvos incluiram shopping centers e postes de eletricidade.

“Acreditamos que os responsáveis são grupos muçulmanos rebeldes tentando recrutar mais pessoas para a sua causa”, disse Paradorn à Reuters.

A polícia do estado de Narathiwat, perto da fronteira da Tailândia com a Malásia, disse que os ataques com bombas foram feitos em mais de 10 locais e que uma mulher muçulmana morreu em uma explosão.

Mais de 5.700 pessoas morreram no sul desde janeiro de 2004 e mais de 40 morreram neste ano. Muitas facções de rebeldes pedem por mais autonomia para suas regiões.
              
As negociações de paz com alguns dos rebeldes começaram no ano passado, mas não ajudaram para acabar com a violência.