NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 19 de maio de 2021

 

Subiu para 51 o número de vidas perdidas por complicações com a infecção da Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com o Hospital Manoel Gonçalves, informaram no domingo 10/01, o falecimento de paciente ocorrido na sexta, 08/01, com testagem positiva para o novo Coronavírus.

O homem de 78 anos, não tinha histórico de doenças crônicas prévias.

“Ressaltamos a importância do uso da máscara, a necessidade do distanciamento social, além das medidas de higiene pessoal. Nos solidarizamos com a família e amigos enlutados” afirmou a nota.

 

Semana terminou com 458 casos e 3 mortes por Covid-19

Na atualização de sexta-feira, 07/01, a Prefeitura de Itaúna apresentou a visão geral dos casos confirmados e recuperados. Nas ultimas 24 horas, 66 casos positivos entraram para os registros.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, um total de 3.941 pessoas contrairão a infecção e 50 itaunenses morreram. Ainda segundo atualização da prefeitura, 426 pessoas estão com o vírus ativo ate nesta sexta-feira.

 

Casos na Semana

Na soma dos 5 boletins atualizados na semana, 458 itaunenses contraíram a infecção da Covid-19 e 3 pessoas morreram.

Após o fim de semana prolongado de Ano Novo, o primeiro boletim de 2021 atualizado na segunda-feira 04/01 registrou 165 novos infectados:

Sexta 08/01 – 66 contaminados
Quinta 07/01 – 117 positivos
Quarta 06/01 – 44 casos
Terça 05/01 – 66 infectados
Segunda 04/01 – 165 casos

 

Três mortes na semana

Dia 04/01: Divulgado o falecimento de mais um paciente ocorrido no dia 01/01, primeiro óbito de 2021 com testagem positiva para o novo Coronavírus. Trata-se de paciente do sexo masculino, 81 anos, sem histórico de doenças crônicas prévias.

Dia 06/01: Na quarta, uma paciente tinha 24 anos, puérpera (mulher que deu à luz há bem pouco tempo), não tinha histórico de doenças crônicas prévias.

Dia 07/01: A Secretaria Municipal de Saúde juntamente com o Hospital Manoel Gonçalves confirmam a morte de paciente do sexo masculino, 70 anos, com histórico de doenças crônicas prévias.