Janones: ‘Prisão de Sergio Moro é questão de tempo’

10/07/2023 | Brasil

No mês passado, Janones e Moro protagonizaram uma troca de ofensas no Twitter – Foto Mauro Pimentel/AFP 

 

 

O deputado federal André Janones (Avante – MG) comentou pelo Twitter, neste sábado 08/7, os áudios vazados de uma conversa entre o empresário e ex-deputado estadual Antônio Celso Garcia, conhecido como Tony Garcia, e o senador Sergio Moro (União-PR), na época que o parlamentar ainda era juiz. Janones, que já teve uma série de embates com o ex-juiz da Lava-Jato, disse que “a prisão de Sergio Moro é questão de tempo”.

 

Nos áudios, Tony e Moro falam sobre o que será divulgado na imprensa no julgamento de um caso de fraude no Consórcio Garibaldi, no qual o empresário era réu e o senador era o juiz. “Nova conversa confirmando que eu, seu “réu”, tínhamos LIGAÇÕES PERIGOSAS nos bastidores de uma FALSA JUSTIÇA”, escreveu Tony na legenda do tuíte em que divulgou os áudios.

 

O empresário ainda afirma que Moro “foi justiceiro criminoso, jamais juiz”.

 

Nas últimas semanas, Tony tem feito uma cruzada contra Moro e afirmou que era um “agente infiltrado” do ex-juiz contra acusados do caso Banestado e em processos da Lava-Jato.

 

“Hello Kitty do Paraná” contra “Parlamentar folclórico”

 

No mês passado, Janones e Moro protagonizaram uma troca de ofensas públicas no Twitter. Tudo começou após uma postagem do advogado e desafeto do senador, Rodrigo Tacla Duran, com um vídeo de 2018 em que é possível ouvir “sua hora vai chegar”. O ex-juiz da Lava-Jato publicou o mesmo registro, com outro áudio. Janones comentou no tweet, dizendo que a imagem original seria a de Tacla Duran.

 

 

Janones rebateu chamando Moro de “assistente de palco” de Bolsonaro: “Vossa excelência não é aquele que saiu do governo Bolsonaro fazendo sérias acusações que ele interferia na PF e depois o apoiou na eleição, foi ‘assistente de palco’ no debate? Não foi V.Ex. que usou dinheiro de um partido para viajar e se filiar a outro partido, deixando um monte de gente sem resposta? Não é V.Ex. Na foto com prefeito investigado por associação para o tráfico de drogas, que empregou a sogra que emancipou a filha menor de idade para se casar com ela? V.Ex. Não propaga fake news, V.Ex. preferia mesmo é usá-las para condenar réus, vazar conversas pessoais interceptadas e definir um processo eleitoral e coincidentemente assumir um ministério depois? Eu acho que quando falar em ‘parlamentar folclórico’, é bom se atentar ao espelho.”

 

 

 

Por Uai 

 

 

 

 

Veja também