NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 1 de junho de 2020

 

Nesta quarta-feira, a Câmara Municipal enviou um comunicado à imprensa a respeito do vereador Lacimar Cezário, afirmando que  ele passará por uma sessão de julgamento na próxima semana e que  todos envolvidos serão intimadas. Confira a nota na íntegra:

“A Câmara Municipal de Itaúna esclarece que após a apresentação do Relatório Final da Comissão Processante, instituída pela Portaria nº 07, de 28 de fevereiro de 2020, para averiguar a denúncia de possível cometimento de infração política administrativa praticada por vereador desta Casa de Leis, a Mesa Diretora juntamente à Procuradoria e à Secretaria Legislativa têm tomado as devidas medidas para o avanço das ações seguindo o proposto exigido pelo Regimento Interno da Casa.

Até a data de amanhã (21/05/2020) serão intimadas todas as partes exigidas pelo processo, assim como o suplente do vereador Lacimar Cezário da Silva, além da convocação dos demais edis para a realização da sessão de julgamento que ocorrerá na reunião plenária extraordinária programada para o dia 27 de maio de 2020, às 13h no Plenário da Câmara Municipal, seguindo o rito do Decreto de Lei 201/67.

A Câmara Municipal de Itaúna ressalta que, de acordo com as normas da Portaria Nº23/2020, não haverá participação e nem presença popular durante esta sessão, que será transmitida ao vivo e em sequência postada em sua íntegra no canal do Legislativo no YouTube: “Câmara Itaúna”, garantindo assim a saúde e segurança dos servidores e cidadãos na prevenção conta a COVID-19”.

Depoimento

Carine Viana, ex funcionária de Lacimar, no dia 31 de março  confirma o  repasse do dinheiro ao vereador Lacimar Cezário da Silva, porém numa versão amenizada pois ela afirmou que foi repassado o valor de R$ 500,00 (quinhentos reais), somente por três vezes e de forma não obrigatória ou coercitiva. Sobre o vídeo ela afirmou:

…“(00h35m20s) … eu tive um atrito com o Lacimar, mas eu não disse isso para descontar… porque durante umas três vezes eu cheguei a passar para ele alguma contribuição, porque eu usei o cartão dele. Mas sim, eu passei umas três vezes R$ 500,00 (quinhentos reais). Eu não fui obrigada.”…

00h:35m:51s … “ele pediu para contribuir com alguma coisa… ele me pediu (a contribuição) e eu já tinha usado o cartão dele e eu passei (a contribuição)… ele não me obrigou”…

00h45m05s … “Você (o Lacimar) passa a deixar aqui uma contribuição, mas a medida que foi passando… eu comentei com algumas pessoas, meu marido, minha melhor amiga… isso não é certo ficar devolvendo”…

00h49m30s … “então você passa a deixar uns R$ 500,00 reais aqui.”…

No relatório foi concluído que “O fato de a sr. Carine Viana afirmar que a contribuição era dada de forma espontânea não procede, uma vez que, no seu depoimento perante a Comissão Processante, há 12 vários trechos em que ela afirma que o valor que ela repassava para o vereador Lacimar Cezário da Silva fora solicitado, conforme comprovado acima, ou seja, a ideia não partiu dela e sim do vereador”.

Ao ser questionada pelo vereador Joel Márcio Arruda o porquê da contribuição, a assessora de gabinete respondeu:

(00h35m50s) … “Eu não sei… para contribuir com alguma coisa… é… ele me pediu e eu já tinha usado o cartão dele e eu passei.”… . Ainda afirmou que o conteúdo do vídeo apresentado na denúncia pelo sr.

“O Thiago( denunciante)  não mentiu no vídeo, mas o Lacimar não me obrigou a nada.”… e confirmou um pouco mais a frente: (00h37m18s) … “mas o que eu disse com o Thiago eu realmente falei com
ele” …

Foi defendido no documento que “já resta provado o repasse de valores pecuniários para o vereador Lacimar Cezário da Silva pela sr. Carine Viana. Contudo, existem vários outros elementos probatórios retirados do processo que indicam a prática de falta de decoro parlamentar pelo vereador Lacimar Cezário da Silva ao solicitar da assessora de gabinete sra. Carine Viana valores pecuniários, porque enseja-se que a contribuição era entregue de modo coercitivo, mesmo que de modo velado. Vejamos os motivos desta conclusão”.

O relatório final estará integralmente disponível em nosso portal: www.cmitauna.mg.gov.br .