Capitólio: Marinha interdita tráfego de lanchas nos cânions

12/01/2022 | Centro-Oeste, Minas Gerais

Cânions de Capitólio vão permanecer isolados após acidente – Foto Cristiano Machado/ Imprensa MG

 

 

A Marinha do Brasil suspendeu, oficialmente, o tráfego de embarcações nos cânions do Lago de Furnas, em Capitólio, no Sul de Minas Gerais. O local protagonizou o acidente com a lancha Jesus no último sábado (8/1), quando 10 pessoas morreram amassadas por uma rocha. 

 

A portaria foi assinada nessa terça (11/1) pelo delegado e capitão de corveta Hebert Bruno da Cunha França, titular da Delegacia de Furnas.

 

A portaria informa que a desinterdição só acontecerá após aval da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Capitólio.

 

Em entrevista no último domingo (9/1), o prefeito Cristiano da Silva (PP) disse que a prefeitura vai encomendar um estudo para garantir a segurança geológica dos paredões de pedra.

 

De acordo com Cristiano, a prefeitura vai elaborar um “laudo técnico” para “bolar um plano estratégico de segurança” para evitar novas tragédias.

 

Capitólio, conhecida como “Mar de Minas”, ganhou popularidade nacional no turismo nos últimos anos.

 

Mas, para o prefeito Cristiano da Silva, essa atividade deve ter “um impacto muito negativo” por conta do desastre.

 

“É um desastre natural que aconteceu. Foi uma fatalidade que acontece em vários locais do país, mas traz uma imagem muito ruim”, avalia.

 

 

Capitólio: Bombeiros confirma 10 mortos após queda de paredão

 

 

Por O Tempo

 

 

Veja também