NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 4 de dezembro de 2020

Foto Reprodução Internet

 

Uma criança de 9 anos, do sexo masculino, morreu ao brincar com uma arma, um revólver calibre 38, que estava escondido no sofá da sala de visitar da casa da Rua Caldas, 119, Bairro Recreio dos Caiçaras, em Betim, onde ele e o primo, de 10 anos, passavam o dia, na casa da tia. Era cuidados por ma adolescente de 16 anos, que no momento do disparo, estava tomando banho.

 

No meio da manhã, a Polícia Militar recebeu um chamado, de uma pessoa que dizia ter ouvido um tiro vindo da casa de um vizinho. Imediatamente, uma viatura foi acionada e enviada ao local.

 

Quando os policiais chegaram ao endereço, o Samu já se encontrava no local, tentando reanimar o menino, que tinha um tiro no peito. Mas, depois de meia hora, a morte foi declarada.

 

Conversando com os meninos e a adolescente, segundo o Boletim de Ocorrência (BO), o primo do garoto contou que eles brincavam de jogar num celular, quando as armas foram encontradas – além do revólver, uma pistola .40.

 

O menino de 9 anos resolveu manuseá-la, quando ocorreu o disparo. A adolescente, que tomava conta das crianças, enquanto a dona da casa, Amanda, trabalhava, contou aos policiais que não havia visto nada, pois estava tomando banho e saiu correndo do banheiro quando ouviu o disparo.

 

Os policiais sabe, até o momento, que as armas pertencem ao marido de Amanda, tio dos meninos. Uma irregularidade foi encontrada, pois as armas tinham seus registros raspados, o que levanta a suspeita de que o tio esteja envolvido com o mundo do crime.

 

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Betim. O Conselho Tutelar está acompanhando o caso.

 

Por Uai