MG volta a ter 10 mil casos de Covid em 24h

7/01/2022 | Minas Gerais

Casos em alto estão refletindo na lotação dos hospitais – Foto Videopress Produtora

 

 

 

As aglomerações com as festas de Natal e Ano Novo, associada com a variante ômicron, que é mais transmissível, fizeram explodir os casos de Covid-19 em Minas Gerais nestes primeiros dias de 2022. Somente nesta sexta-feira (7), a Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou 10.982 casos de Covid no intervalo de 24 horas.

 

Para se ter noção do aumento das infecções, o número de registros da doença é o mais alto dos últimos seis meses. Um dia antes no Natal, em 24 de dezembro, o Estado contabilizou 431 vítimas da doença. Outro fator que também deve ser levado em consideração para explicar a alta expressiva de novos casos é o fato de alguns dados estarem represados.

 

Em nota, a SES afirmou que “o expressivo registro de casos de Covid-19 no boletim epidemiológico desta sexta-feira (7/1) ocorre por fatores como o aumento esperado de casos notificados em decorrência da transmissão comunitária da variante Ômicron, associado às aglomerações nos feriados de fim de ano e o lançamento de dados represados por parte dos municípios nos últimos dias”.

 

Lotação dos hospitais

 

O aumento de confirmações da doença já reflete nos leitos hospitalares. Em Minas, 90,20% dos leitos de enfermaria destinados para pacientes com Covid-19 estão ocupados. Nas UTIs, 54,08% das vagas estão preenchidas com pacientes com sintomas graves da doença.

 

Desde o início da pandemia, em março de 2020, 2.247.541 casos de Covid foram registrados no Estado. Deste total, 56.717 vítimas morreram, sendo cinco nas últimas 24 horas.

 

Por O Tempo

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja também