Minas confirma primeira morte por dengue em 2022

23/02/2022 | Minas Gerais

 

Até o momento, não há óbitos relacionadas à zika e chikungunya – Foto Reprodução

 

 

Minas Gerais confirmou a primeira morte por dengue em 2022. Trata-se de um morador de Espinosa, no Norte do Estado. Segundo informou a Secretaria de Saúde (SES-MG) nesta terça-feira (22), há, ainda, outros dois óbitos em investigação.

 

Os dados constam no boletim epidemiológico divulgado pela pasta nesta manhã e foram registrados na semana entre 8 e 15 de fevereiro. O levantamento, no entanto, não informa sobre sexo ou idade da vítima.

 

Nesse mesmo período de uma semana, o número de casos confirmados da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti disparou. Do início do ano até o momento, 1.289 pessoas foram infectadas no Estado. Isso representa um aumento de quase 55% em relação aos 833 confirmados até 8 de fevereiro.

 

Em relação à febre chikungunya, transmitida pelo mesmo vetor, a pasta aponta para 317 casos prováveis, dos quais 30 foram confirmados. Até o boletim do dia 8, eram 22.

 

Com relação à zika, são nove os casos prováveis, com três confirmados. Até o momento, não há óbitos relacionadas à zika e chikungunya.

 

Prevenção

 

Para combater as doenças, as medidas são as mesmas e consistem basicamente em eliminar os criadouros do mosquito, especialmente onde há retenção de água da chuva, como ralos, calhas, vasos de plantas e pneus.

 

Considerando que o ciclo de vida do Aedes tem duração média de sete dias, é preciso que a limpeza seja feita, pelo menos, duas vezes na semana.

 

Por Hoje em Dia

 

 

 

Veja também