Município pede conscientização da população sobre as queimadas

7/05/2022 | Itaúna

O número de focos de incêndios aumentou em 12 estados brasileiros – Foto Gustavo Basso/Getty Images

 

 

Com a chegada do período mais seco do ano, a tendência é aumentar os números de focos de incêndio. Por isso, a Gerência Superior de Meio Ambiente de Itaúna chamou a atenção da população para os prejuízos das queimadas.

 

Para a saúde, as queimadas podem causar insuficiência respiratória e doenças respiratórias como bronquite, asma, rinite, sinusite, entre outras. Os danos ao meio ambiente também são preocupantes podendo, inclusive, levar à extinção de espécies da flora e fauna.

 

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) o número de focos de incêndios aumentou em 12 estados brasileiros em comparação com o mesmo período de 2021, um aumento com percentual acima de 200%. A grande preocupação dos especialistas está no fato de ainda não estarmos no período mais seco do ano, quando a tendência é aumentar o número de focos de incêndio.

 

“Pedimos à população que evite atear fogo em seu lixo ou material de descarte. Lembramos que a Prefeitura possui o serviço de cata móveis que poderá ser acionado quando for necessário. As consequências de uma pequena fogueira podem tomar proporções catastróficas ao meio ambiente e ate mesmo à vida da própria pessoa que iniciou o incêndio, levando à destruição de moradias e outros bens”, reforça o Gerente Superior de Proteção ao Meio Ambiente, Marcelo Augusto Nogueira Rezende.

 

Ainda de acordo com o gerente, “ quando o corpo de bombeiros é acionado para extinguir um foco de incêndio iniciado criminalmente, outros atendimentos deixam de ser realizados e vidas podem ser postas em perigo por uma ação criminosa”,

 

 

Veja também