Pará de Minas, Oliveira e Capitólio cancelam carnaval 2022

3/12/2021 | Centro-Oeste

Com receio de nova variante, prefeituras do Centro-Oeste de Minas cancelam carnaval 2022 – Foto Carnaval 2020 em Itaúna

 

 

Com receio de aglomerações e aumento de casos da Covid-19, diante do surgimento da nova variante batizada de Ômicron, cidades do Centro-Oeste cancelaram a realização do carnaval 2022, Pará de Minas, Oliveira e Capitólio já confirmaram o cancelamento da festa nesta quinta-feira 02/11. Em Oliveira também foi cancelada a celebração de Réveillon. Capitólio informou que, até o momento, a festa de fim de ano está mantida.

 

Cinco casos da Ômicron confirmados no Brasil

 

No Brasil, cinco casos da cepa africana já foram confirmadas pelo Ministério da Saúde, sendo três em São Paulo e dois no Distrito Federal. O Estado do Rio de Janeiro investiga um suspeito, assim como Belo Horizonte, cujo resultado deve sair nesta sexta-feira 03/12.

 

Pará de Minas 

 

O prefeito Elias Diniz (PSD) confirmou oficialmente nessa quinta-feira 02/12 que a Prefeitura Municipal não realizará o Carnaval 2022, em Pará de Minas. A decisão ocorre poucos dias após o surgimento da nova variante do coronavírus Ômicron, que ainda há poucas informações respeita dela.

 

Devido a variante, os estados já ligaram o alerta e muitas cidades já confirmaram o cancelamento de festas, como Réveillon e até o Carnaval 2022. Em Minas, vários municípios do interior já tomaram a decisão de não realizar a folia no ano quem vem, assim como Pará de Minas, como confirma o prefeito Elias Diniz:

 

Para de Minas pode exigir passaporte de vacinação em bares, restaurante e casas de shows – Foto Rádio Espacial

 

“A variante Ômicron disparou um alerta para todos nós. Em Pará de Minas decidimos não realizar a festa. Todo processo de barreiras sanitárias facilitam para que a gente não tenha a propagação do vírus. Já temos uma imunização significativa e não podemos perder esse trabalho”, disse o prefeito de Pará de Minas, Elias Diniz (PSD).

 

O Prefeito de Pará de Minas Elias Diniz, informou ainda sobre a possibilidade da Prefeitura cobrar a exigência do passaporte de vacinação em bares, restaurante e casas de shows.

 

Oliveira

 

A Prefeitura de Oliveira divulgou nesta quinta-feira (2) o cancelamento do carnaval 2022 e do Réveillon. O Executivo ressaltou que o carnaval é um evento tradicional que atrai muitos turistas e, por isso, gera aglomerações e não há como garantir a segurança e controlar as pessoas que estiverem nas ruas.

 

“O cenário ainda está incerto, havendo possibilidades de novas variantes. Temos que evitar a transmissão do vírus, evitar uma nova onda de contaminações pelo coronavírus. Não iremos arriscar. Eis as razões que me leva, com total responsabilidade, convicção, amor ao próximo, humildade e respeito pelas famílias que perderam seus entes queridos pelo vírus da Covid-19, a cancelar o carnaval de Oliveira em 2022. Consideramos, também a opinião de grande parcela de nossa população e do Comitê de Enfrentamento da Covid-19. Não vou colocar a população em risco”, disse a prefeita da cidade, Cristiane Lasmar (MDB).

 

A Prefeitura pediu compreensão de todos diante da medida, que visa resguardar a saúde e a vida dos moradores.

 

Capitólio

 

Em Capitólio, o prefeito Cristiano Silva (PP) se reuniu nesta semana com a Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg), onde ficou definido a não realização da festa de carnaval. No entanto, a Prefeitura irá manter a festa de Réveillon.

 

“O Réveillon está mantido por enquanto porque na cidade essa festa é mais tranquila”, disse.

 

Itaúna

 

A Prefeitura abriu em 15/11, cadastro para blocos carnavalescos interessados em participar do desfile de carnaval 2022. Apesar disso, o Município divulgou que a realização da festa de carnaval dependerá da continuidade do controle da pandemia da Covid-19.

 

Na ocasião, o gerente superior de Cultura, Ilimane Lopes, comentou que o controle da pandemia no município tem alcançado bons resultados e, diante das flexibilizações, o Município cogita a possibilidade de retomar os festejos de carnaval no próximo ano.

Belo Horizonte

 

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) informou que a Prefeitura não vai patrocinar o Carnaval, porém ele informou que não vai impedir eventos privados.

 

Prefeitos fazem pacto para não realização do Réveillon 2022

 

Os prefeitos de Crucilândia, Bonfim, Piedade dos Gerais, Piracema na região Central e de Itaguara e Rio Manso na Região Metropolitana de Belo Horizonte, fizeram um pacto para não realização do Réveillon 2022 e cancelaram as festividades.

 

Em nota, a Prefeitura de Crucilândia diz que por recomendação do Comitê Estadual da COVID-19, praticamente todo o estado de Minas Gerais apresenta indicadores que permitem o enquadramento na Onda Verde do Programa Minas Consciente. Mas a pandemia não acabou!

 

Precisamos ainda zelar pela segurança e pela saúde da população. O uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social ainda se faz necessário. Dessa forma, as autoridades municipais formalizaram o pacto comprometendo-se a não realizar as festividades de final de ano nos espaços públicos, respeitando-se assim as determinações das autoridades de saúde pública.

 

 

 

Prefeitos fazem pacto para não realização do Réveillon 2022

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja também