Passagem pode aumentar em Divinópolis, veja os valores de Itaúna e Pará de Minas

27/12/2022 | Centro-Oeste

 

Proposta foi apresentada pelo Conselho Municipal de Trânsito – Foto Prefeitura de Divinópolis/Divulgação

 

 

Enquanto Divinópolis estuda reajuste ainda para 2023, os passageiros de Itaúna desembolsam R$5,00 para se locomoverem através dos coletivos desde março de 2022.

 

Em Pará de Minas, a população também passou pela situação de aumento recente. Começou a valer no dia 16/12 o reajuste de 25,9% nas tarifas dos ônibus urbanos. O novo valor passou de R$ 3,50, para R$ 4,40.

 

A tarifa do transporte coletivo em Divinópolis pode ser reajustada para R$ 4,51 em 2023. O valor foi proposto pelo Conselho Municipal de Trânsito (Comutran) e apresentado a Prefeitura na segunda-feira 26/12. Caberá ao prefeito Gleidson Azevedo (PSC) decidir se irá aceitar a proposta.

 

Atualmente, a tarifa do transporte coletivo para quem paga em dinheiro é de R$ 4,15. Quem usa o cartão DiviPass paga R$ 3,65.

 

Os valores estão sem reajuste desde janeiro de 2020, quando o prefeito decidiu pelo congelamento da tarifa após não entrar em acordo com a empresa responsável pelo serviço de ônibus coletivo na cidade.

 

Estudo

 

De acordo com o presidente do Comutran, Lucas Estevam, o estudo tarifário examina todos os índices que afetam diretamente no custo final da tarifa, como preços dos insumos, dados do sistema como quilometragem, quantidade de passageiros, projeção de reajuste salarial dos condutores de ônibus, dentre outros, e se comprovem por notas fiscais.

 

Este estudo é realizado anualmente visando trazer a sugestão de valor a ser repassado ao usuário do transporte coletivo.

 

Diante das informações e análise da planilha do estudo tarifário, o valor avaliado foi de R$ 4,51. Oito membros do Comutran votaram a favor, um contra e dois abstiveram.

 

Conforme ainda o Comutran, o congelamento da tarifa tem pressionado os custos de operação do sistema de transportes na cidade, obrigando a gestão municipal a aplicar mais verba de subsídio para manter os ônibus funcionando.

 

Segundo a Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança Pública (Settrans), em 2022 o valor do complemento tarifário que a gestão municipal já destinou ao Consórcio Transoeste para que o serviço continuasse sem aumento de passagens chegou a R$ 5,6 milhões. E o Governo Federal, como auxílio para a gratuidade do transporte público, destinou mais de R$ 3 milhões de reais.

 

Em Para de Minas passagem aumentou para R$ 4,40

 

O novo valor da tarifa de ônibus em Pará de Minas, passou de R$ 3,50, para R$ 4,40 – Foto Reprodução

 

Começou a valer no dia 16/12 o aumento de 25,9% nas tarifas dos ônibus urbanos em Pará de Minas. O anúncio do novo valor havia sido anunciado no dia 2 dezembro, mas mesmo assim, alguns passageiros foram pegos de surpresa, sem o dinheiro para pagar o valor total das passagens.

 

O novo valor da tarifa de ônibus em Pará de Minas, passou de R$ 3,50, para R$ 4,40. Para o pagamento por meio do cartão emitido pela concessionária do serviço, a passagem será de R$ 4,20. O decreto concedendo o aumento foi assinado pelo prefeito Elias Diniz (PSD), em 28 de novembro.

 

O novo valor passa a ser quase igual ao cobrado nas linhas da capital Belo Horizonte, que atualmente é R$ 4,50, oque causou indignação nos passageiros.

 

Os passageiros cobram que após o reajuste, pelo menos, a empresa melhore o serviço prestado aos usuários.

 

Recentemente, antes do aumento começar a vigorar, o superintendente da TURI, Djalma Rocha Júnior afirmou que o reajuste seria em boa hora, já que a empresa passa por problemas financeiros e poderá prestar um serviço de ainda mais qualidade ao passageiro.

 

Passagem em Itaúna custa R$ 5,00 desde março

 

A concessionária apresentou pedido de correção dos valores em 25%, – Foto Rafael Ferreira Lopes

 

Novos valores do transporte coletivo vigoram desde  20/3 em Itaúna. O reajuste concedido é de 25% (vinte e cinco por cento), o que corrige a tarifa para R$5,00 para o usuário que utilizar o cartão e também para pagamento em dinheiro. Reajuste válido também na passagem rural. Medida está em conformidade com Decreto 7.754 de 18 de março de 2022, publicado na edição 1.975 do Jornal Oficial do Município.

 

Uma das justificativas, é que entre setembro de 2019 (data do último reajuste) e março de 2022, o preço do óleo diesel, insumo com maior peso nos custos de transporte, subiu mais de 120%.

 

Com as medidas restritivas em virtude da pandemia, desde março de 2020 houve uma grande diminuição no número de passageiros no transporte coletivo, o que acabou por gerar uma perda significativa na arrecadação do sistema de transporte público não só em Itaúna, mas em todo o país.

 

A concessionária apresentou pedido de correção dos valores em 25%, levando em consideração a elevação do custo operacional do sistema com a variação dos preços do diesel, lubrificantes, peças, pneus, recapagens, equipamentos, mão de obra, manutenção de frota e encargos trabalhistas., além dos problemas advindos da pandemia do Coronavírus/COVID-19, como mencionado acima.

 

A Prefeitura de Itaúna permitiu o aumento dos valores, em conformidade com a concessionária julgando necessária a garantia do equilíbrio econômico-financeiro da empresa e cumprimento das normas estabelecidas de forma a assegurar a continuidade regular do serviço público com eficiência, segurança e atualização tecnológica, mantendo também o Meio passe Escolar, com desconto de 50% sobre o valor vigente da tarifa do transporte coletivo urbano de passageiros.

 

Com informações do G1/ JC

 

 

 

 

Veja também