PF investiga fraudes eletrônicas na Caixa Econômica Federal

29/07/2023 | Brasil

 

As  investigações começaram quando a Caixa notou indícios de fraudes – Foto Reprodução Gov.br

 

 

Três pessoas foram presas pela Polícia Federal na Operação Usuário Bloqueado nesta sexta-feira 28/7.

 

A ação tem o objetivo de combater fraudes eletrônicas na Caixa Econômica Federal no valor de R$ 2,5 milhões.

 

Segundo a PF, os crimes teriam sido praticados por empregados do próprio banco entre janeiro de 2021 e março de 2022.

 

Cerca de 30 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Pará, no entorno de Brasília, no Maranhão e em São Paulo.

 

Existem também ordens judiciais de apreensão e bloqueio de bens e valores para descapitalizar os criminosos e recuperar o dinheiro.

 

Cinco pessoas envolvidas nas fraudes foram afastadas das atividades na Caixa.

 

Segundo a Polícia Federal, as investigações começaram quando a Caixa notou indícios de fraudes em credenciais do banco.

 

Isso permitia que os bandidos movimentassem valores para contas de outros criminosos.

 

Os clientes registraram mais de 800 queixas junto à Caixa Econômica Federal.

Veja também