Policial suspeito de corrupção no presídio de Formiga é afastado

23/06/2021 | Centro-Oeste, Polícia

 

Presídio de Formiga, no Centro-Oeste de Minas – Foto: Reprodução da internet/Google Maps

 

 

Um policial penal suspeito de praticar corrupção no presídio de Formiga foi afastado das atividades, na manhã desta quarta-feira (23), durante a Operação “Norton”. O servidor, que não teve a idade divulgada, teria recebido propina dos detentos em troca de telefones celulares.

 

A ação é realizada pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), e pelas polícias Militar e Civil. Um mandado de busca e apreensão é cumprido na casa do servidor.

 

De acordo com informações preliminares do MPMG, as propinas variavam entre R$ 12 mil e R$ 80 mil, e se destinavam também a presos integrantes de facções criminosas com penas altas a cumprir. O suspeito foi afastado das funções mediante ordem judicial cumprida nesta manhã.

 

Investigações

 

As investigações iniciaram em outubro de 2020, quando a Polícia Penal levou ao Ministério Público informações que provavam a ação do policial penal que trabalha no presídio de Formiga e recebia valores a título de propina para passar celulares para os detentos.

 

Participam da operação dois policiais militares, quatro policiais civis e quatro policiais penais, além do apoio do Gaeco Central e Gaeco de Divinópolis.

 

Por G1

 

 

 

Veja também