Ronaldo assina contrato de compra da SAF do Cruzeiro

14/04/2022 | Esportes, Minas Gerais

Ronaldo Fenômeno oficializou compra de 90% das ações da SAF do Cruzeiro – Foto Gustavo Aleixo / Cruzeiro

 

 

O ex-jogador Ronaldo assinou o contrato de compra de 90% das ações da Sociedade Anônima do Futebol do Cruzeiro. Conforme comunicado divulgado nesta quinta-feira (14) pelo clube, os trâmites foram finalizados na última sexta-feira, 8 de abril.

 

O acordo prevê investimento de R$ 400 milhões nos próximos cinco anos, seja com recursos próprios do empresário e/ou receitas incrementais geradas pela atividade do futebol (vendas de atletas, direitos de TV, premiação, bilheteria, sócio e patrocínios) acima da média apurada de 2017 a 2021 (em torno de R$ 220 milhões).

 

Com o vínculo formalizado, a gestão do Fenômeno encerrou o transfer ban na Fifa e na CBF ao pagar R$ 12 milhões ao Independiente del Valle, do Equador, pela compra do zagueiro Caicedo, em 2016; e R$ 1,1 milhão ao Atlético-AC pelo empréstimo do atacante Careca, em 2017.

 

Em entrevista ao site oficial do Cruzeiro, Ronaldo destacou a “segurança contratual” do processo e afirmou estar honrado por poder liderar a reconstrução do clube.

 

“Seguimos mirando curto, médio e longo prazo. Temos diversas frentes com forte atuação e vejo perspectiva de um trabalho bastante difícil, mas que agora tem segurança contratual para funcionar e trazer resultados ao Cruzeiro. Me sinto honrado por poder liderar o processo de reconstrução do clube”.

 

“A torcida, mercado e demais stakeholders podem ter certeza que não descansaremos até implementar amplamente um modelo de gestão eficiente, ético e que traga sucesso desportivo”.

 

O presidente Sérgio Rodrigues se mostrou contente por ter Ronaldo como investidor do futebol. Ele crê na retomada de uma trajetória de sucesso da equipe em curto prazo.

 

“Desde que fui eleito, sempre deixei muito claro que minha missão era estruturar o clube para a SAF. Trabalhei muito por isso e conseguimos”.

 

“Estamos muito felizes em entregar o Cruzeiro ao Ronaldo e sua competente equipe, que são a certeza de que nosso futebol retomará sua trajetória de sucesso”.

 

“Estaremos presentes, dentro ou fora do estádio, sempre à disposição para contribuir no que for necessário. O Cruzeiro é de todos e é um só”.

 

A nota do Cruzeiro ressaltou ainda a apresentação de uma “reestruturação completa com o novo organograma do clube” nas próximas semanas.

 

Além de ser sócio majoritário do Cruzeiro SAF, Ronaldo terá a propriedade das Tocas da Raposa I e II. Em contrapartida, assumirá a íntegra da dívida tributária da instituição, na ordem de R$ 180 milhões e com parcelas mensais acima de R$ 1 milhão até 2032.

 

De acordo com a lei da SAF, o clube-empresa também repassará 20% de seu faturamento para abatimento das dívidas da associação civil.

 

O prazo de pagamento é de seis anos, prorrogáveis por mais quatro se o clube liquidar 60% do passivo original. O valor de R$ 1 bilhão pode ser reduzido em negociação direta com credores.

 

Com Ronaldo ativo na gestão desde 18 de dezembro de 2021, o Cruzeiro quitou mais de R$ 38 milhões em débitos na Fifa e manteve salários em dia para atletas e funcionários.

 

O time chegou à final do Mineiro, sendo derrotado por 3 a 1 pelo rival Atlético, e à terceira fase da Copa do Brasil, na qual pegará o Remo. Na Série B, estreou com derrota para o Bahia, por 2 a 0, e venceu o Brusque na segunda rodada, por 1 a 0.

 

 

Veja também