NO AR AGORA

Rádio Santana FM

Itaúna, 19 de junho de 2021

salário-mínimo ideal é calculado a partir do quanto é necessário para sustento de uma família de quatro pessoas – Foto Getty Images

 

 

Em maio de 2021, o salário-mínimo ideal para a população brasileira, levando em consideração preços ao consumidor e a economia do país, seria de R$ 5.351,11 – valor que é quase cinco vezes maior do que o determinado atualmente, de R$ 1.100.

 

A informação é da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

 

O salário-mínimo ideal é calculado a partir do quanto é necessário para sustento de uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças, com base no valor da cesta básica mais cara do país.

 

Entre abril e maio deste ano, o preço médio da cesta básica avançou em 14 das 17 cidades estudadas pelo Dieese, sendo que a mais cara foi encontrada em Porto Alegre, a R$ 636,96.

 

O tempo médio de trabalho necessário para que a família consiga comprar uma cesta básica, calculado pela instituição, em maio, foi de 111 horas e 37 minutos por mês.

 

O Dieese informou que, considerando o piso nacional do salário e o desconto de 7,5% da Previdência Social, uma pessoa adulta compromete, em média 54,84% de suas finanças mensais.

 

O governo de Jair Bolsonaro (sem partido) propôs aumento de R$ 47 no salário-mínimo para 2022, avanço de 4,27% em relação ao atual. Isso representa o terceiro ano seguido sem aumento real, ou seja, acima da inflação, do piso salarial.