Segunda vacina bivalente contra Covid é registrada no Brasil

24/07/2023 | Brasil

 

Anvisa ressalta que as vacinas bivalentes conferem maior proteção contra a Covid – Foto Agencia Brasik

 

 

A Anvisa aprovou, nesta segunda-feira, o registro da vacina Comirnaty bivalente contra Covid-19, fabricada pelo laboratório farmacêutico Pfizer.

 

O imunizante pode ser utilizado por pessoas a partir de 5 anos de idade como dose de reforço. Desse modo, só pode ser aplicado em quem já se vacinou contra a doença com uma ou duas doses, dependendo da vacina, e com intervalo de pelo menos três meses após a última dose.

 

Em comunicado, a Anvisa ressalta que as vacinas bivalentes conferem maior proteção contra a Covid-19, por conter uma mistura de cepas do vírus SarsCov-2.

 

Segunda vacina bivalente registrada de forma definitiva para uso no Brasil, a Cominarty bivalente protege contra a variante original Wuhan e a Ômicron.

 

A Anvisa ressalta que vacina já estava sendo utilizada no Programa Nacional de Imunizações de forma emergencial.

 

No cenário internacional, a Cominarty bivalente foi autorizada, por exemplo, pela Agência Europeia de Medicamentos e pela agência reguladora dos Estados Unidos.

 

 

Veja também