Sintomas da ômicron são de ‘gripe forte’; ouça áudio de paciente

22/12/2021 | Brasil

Após Alfa, Beta, Gama e Delta, Omicron entra na lista das variantes de preocupação – Foto Getty Images

 

 

Uma das 14 pessoas que voltaram de Cancún, no México, e testaram positivo para a variante ômicron do novo coronavírus, no Distrito Federal, é uma mulher, de 32 anos, que desembarcou em Brasília no dia 15 de dezembro. Nesta quarta-feira (22), ela disse à TV Globo que teve sintomas “de uma gripe forte.

 

A paciente, que é brasileira e pediu para não ser identificada, conta que havia tomado as duas doses da vacina contra Covid. Ela diz que teve tosse, sentiu muito cansaço, dor de cabeça e dor nas costas, além de “nariz entupido e, depois, escorrendo”.

 

“As pessoas que eu conheço [do grupo] também tiveram sintomas, ou mais leves do que o meu, ou febre. Mas, assim, ninguém precisou ser hospitalizado, já está todo mundo bem”, diz moradora do DF que contraiu a variante ômicron durante viagem a Cancún.

 

A paciente contou ainda que, durante a viagem, ninguém do grupo apresentou sintomas de Covid-19. Segundo ela, assim que soube que o primeiro casal havia testado positivo para a variante ômicron, e começou a passar mal, ela deu início ao isolamento social.

 

16 casos de ômicron no DF

 

Ao todo, o Distrito Federal tem 16 casos confirmados da variante ômicron. O primeiro diagnóstico da variante ocorreu em 2 de dezembro, em dois pacientes que vieram da África do Sul em um voo que chegou ao aeroporto de Guarulhos, em 27 de novembro. Os dois estão curados, segundo a Secretaria de Saúde.

 

Na sexta-feira (17), a pasta confirmou mais dois casos. Trata-se de um casal que tinha viajado com um grupo para Cancún e desembarcou em Brasília na segunda-feira (13). Nesta terça (21), a secretaria confirmou que, além do casal, outras 12 pessoas que estavam na viagem testaram positivo para a variante.

 

Entre os infectados, seis são do sexo feminino e oito do sexo masculino. Eles têm idade entre 20 a 49 anos.

 

“Até o momento, nenhum caso apresentou sinais de gravidade e todos permanecem em monitoramento pela equipe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs/SES)”, diz a Secretaria de Saúde do DF.

 

 

 

 

Veja também