Tudo sobre a morte de Walewska, campeã olímpica de vôlei

22/09/2023 | Minas Gerais

 

Walewska faleceu aos 43 anos, em São Paulo – Foto Reprodução/Twitter Walewka

 

 

Nas primeiras horas da noite de quinta-feira 21/9, o esporte brasileiro perdeu uma de suas maiores estrelas. Walewska Oliveira, a eterna Wal, faleceu em São Paulo, onde participava de eventos de divulgação de seu livro ‘Outras Redes’.

 

A notícia chocou o mundo do vôlei, que foi dormir preocupado e acordou estarrecido. Tão repentina, as circunstâncias da morte da ex-jogadora, de 43 anos, ainda são investigadas pela Polícia Civil do estado de São Paulo.

 

Morte de Walewska ainda é investigada

 

A ex-jogadora de vôlei Waleska morreu por volta das 18h de 21/9, no prédio onde morava com o marido, no bairro Bela Vista, em São Paulo. Segundo o boletim de ocorrência, sofreu uma queda do 17º andar do prédio, e a polícia trabalha com a hipótese de que ela teria tirado a própria vida. A morte, porém, ainda é considerada suspeita e será investigada.

 

Marido relata desgaste na relação

 

Ricardo Alexandre Mendes, o marido de Walewska, relatou, no Boletim de Ocorrência, que ele e a ex-jogadora estavam juntos há 20 anos, mas que ele vinha enfrentando problemas de relacionamento.

 

“Nos últimos meses a relação já estava bem desgastada e ocorriam pequenas discussões, mas nada agressivo com ofensas e ou agressões, sendo que da parte dele ele apenas falava que não estava feliz ao lado dela e queria o divórcio para seguir um novo caminho”, diz um trecho do documento. Ao saber do ocorrido, porém, ele ficou “abalado e impactado”.

 

Walewska divulgava livro na capital paulista

 

Natural de Belo Horizonte, toda a família de Wal ainda reside em BH. Após sua aposentadoria das quadras, em 2022, ela se debruçou em projetos pessoais, fora do vôlei. No ano passado, lançou um documentário sobre sua vida e carreira. Neste ano, havia acaçado de publicar o livro “Outras Redes: A trajetória de uma atleta de sucesso e o despertar de novas jornadas”, no qual conta sua história.

 

Velório será em Belo Horizonte

 

O corpo de Walewska, segundo apurou a reportagem, foi liberado do IML de São Paulo na manhã desta sexta-feira (22/9). O velório da ex-jogadora será na capital mineira, no Bosque da Esperança, às 6h. O sepultamento será às 10h.

 

Homenagens da Federação Mineira

 

A Federação Mineira de Vôlei vai prestar homenagens à Walewska nas suas competições oficiais. O Campeonato Mineiro feminino de 2023, que será realizado no final de outubro no Minas Tênis Clube, passará a se chamar ‘Campeonato Mineiro Walewska Oliveira’. A FMV também decretou luto oficial e irá promover um minuto de silêncio nas partidas deste final de semana do Campeonato Mineiro masculino e das categorias de base.

 

Mundo do vôlei repercute a morte de Wal

 

Exemplo de profissionalismo e sucesso na carreira, a campeã olímpica Walewska fez a diferença onde passava. No Praia Clube, foi capitã do primeiro grande título nacional, a Superliga 18/19, e seu número foi aposentado pela diretoria do clube de Uberlândia.

 

Inúmeras jogadoras, ex-jogadoras, técnicos e outras personalidades do vôlei lamentaram a morte de Wal, e deixaram suas homenagens pelas redes sociais.

 

Vídeo: saiba o que Walewska falou em entrevista 27 horas antes de morrer

 

Walewska, ex-jogadora de vôlei, concedeu entrevista um dia antes de morrer. Ela foi encontrada sem vida no prédio onde morava, em São Paulo, e a Polícia Civil investiga as causas da morte. Na quarta-feira, em conversa ao podcast Ataque Defesa, do jornalista Alê Oliveira, ela traçava planos para carreira e futuro. Relembrou momentos marcantes da sua carreira e chegou até a comentar que, teria, ao menos, mais 40 anos de vida produtiva.

 

”Ontem estávamos assim. Wal era à frente! Além! Mulher incrivelmente fora da curva. A entrevista mais elegante que já fiz”, escreveu Alê Oliveira em suas redes sociais. “Tem muita história dessa campeã olímpica! A entrevista mais chique que já fiz!”, disse.

 

A entrevista foi, segundo o apresentador, gravada na quarta-feira 20/9.

 

“A gente vai deixar o podcast no ar, porque vai virar um registro histórico da última entrevista da Walewska, porque pode ser uma forma de respeito e homenagem a ela”, afirmou Alê Oliveira, em vídeo publicado em seu Instagram.

 

Segundo Alê Oliveira, a atleta se mostrava feliz e satisfeita com sua carreira. Além disso, planejava seu futuro na profissão de influenciadora. “O atleta não fala de dinheiro, não fala de pós-carreira, não fala de planejamento. Não se prepara estudando, aprendendo outras coisas para que, quando ele caia no mundo fora da redoma, ele esteja, pelo menos, bem preparado. Não vou falar que será fácil, mas vai ser um pouco mais se ele tiver o pensamento de que aquilo vai terminar um dia”, afirmou a atleta em entrevista ao podcast.

 

Walewska completaria 44 anos no dia 1º de outubro. Na entrevista, projetou mais 40 anos de vida. “Vou fazer 44 ano no dia 1º (de outubro), então tenho, pelo menos, mais 40 anos de vida produtiva. É um mundo inteiro que você tem que pensar quando ainda está dentro da quadra.”

 

 

 

*Com informações O Tempo 

 

 

 

 

Veja também