Vazão da barragem é aumentada; empresas responsáveis emitem nota

11/01/2022 | Itaúna

 

A última inspeção de segurança foi realizada em outubro de 2021 – Foto Redes Sociais

 

 

Devido a quantidade de chuvas durante a madrugada desta terça-feira 11/01, a  vazão da barragem do Benfica subiu para 77 metros cúbicos por segundo. Nesta segunda, a vazão era de 58,82 m³.

 

Diante deste aumento, a Defesa Civil de Itaúna orientou a população que mora nas imediações do Rio São João e seus afluentes a levantar os moveis diante do risco de inundação.

 

Na noite desta terça novo aumento

 

Na noite desta terça-feira, por volta das 20 horas, a Defesa Civil informou um novo aumento da vazão das comportas, passando de 77 m³ por segundo para 84,80 m³. O nível da barragem subiu de 21,70m para 22m.

 

 

Comunicado das empresas 

 

A Companhia Itaunense e a Companhia Tecidos Santanense, no tocante às notícias que circulam na cidade correlatas à Barragem do Benfica, da qual são coproprietárias, informaram através de nota.

 

 

Leia a nota na íntegra 

 

Tanto a Barragem do Benfica, quanto a Barragem Dr. Augusto (esta última de propriedade exclusiva da Itaunense), não apresentam risco ou alerta para o Município de Itaúna neste momento.

 

A última inspeção de segurança realizou-se no mês de outubro de 2021 e estão dentro dos padrões normativos da ANEEL – não sendo observadas anomalias que comprometam a estrutura do barramento.

 

Os descarregadores de fundo (comportas) da Barragem do Benfica estão abertos para a segurança da barragem e da própria cidade de Itaúna. É necessário que exista a vazão da barragem, visando diminuir o volume de águas acumulado no reservatório, para que não seja ultrapassado o limite de segurança. Este é o mesmo procedimento realizado, por exemplo, pela CEMIG em relação à Barragem de Carmo de Cajuru.

 

Como barragem de soleira livre este tipo de reservatório é projetado para verter, sendo normal este tipo de situação. O que não era esperado é o grande volume de chuvas não apenas nas proximidades da barragem, mas em toda a cabeceira do Rio São João e na própria zona urbana do município.

 

Mesmo sem aumentar a vazão das comportas que já estavam abertas, o nível da Barragem do Benfica subiu em relação ao registrado na noite de segunda-feira (10/01/2022), ou seja, significa que a barragem está recebendo mais água do que está liberando. Registra-se que com comportas abertas ou fechadas, a vazão da barragem seria a mesma, pois a água está passando pelo vertedouro no alto do barramento.

 

Estamos seguros no tocante à capacidade e estrutura da Barragem, contudo, não podemos, controlar a força das águas ao longo do rio, bem como de córregos e riachos que se somam ao Rio São João e passam pela cidade.

 

O volume de águas acumulados em toda a região é superior ao registrado nos últimos 30 anos, em decorrência da zona de convergência do atlântico sul que chegou a Minas no início deste mês de janeiro de 2022.

 

Os empreendedores estão monitorando a barragem 24 horas por dia e em contato direto com a Defesa Civil e Prefeitura Municipal. Pedimos a todos que continuem seguindo os protocolos adotados pelos órgãos competentes e autoridades públicas.

 

 

 

 

 

Veja também